Imagem da rodagem do filme de João Canijo
Nuno Ferreira Santos

“Sangue do Meu Sangue” é o candidato português aos Óscares

14.09.2012 - Cláudia Carvalho
diminuiraumentar


O filme de João Canijo, “Sangue do Meu Sangue”, é o filme seleccionado para concorrer ao Óscar de Melhor Filme, anunciou esta sexta-feira a Academia Portuguesa de Cinema.

Amplamente apreciado pela crítica e premiado em vários festivais internacionais, “Sangue do Meu Sangue”, protagonizado por Rita Blanco, Cleia de Almeida, Anabela Moreira e Rafael Morais, foi o escolhido para representar Portugal nos prémios mais cobiçados do mundo do cinema, os Óscares, que acontecem em Fevereiro de 2013. No entanto, o filme português é ainda um candidato à nomeação aos Óscares.

O filme foi escolhido por um júri composto pelo produtor Paulo Trancoso, os actores Virgílio Castelo e Susana Borges, os realizadores José Carlos Oliveira e Luis Galvão Teles, e o crítico Lauro António. Para serem candidatos ao prémio maior do cinema os filmes teriam de ter estreado entre Outubro de 2011 e Setembro de 2012. Neste caso “Sangue do Meu Sangue” chegou aos cinemas em Outubro do ano passado e foi o filme de ficção nacional mais visto desse ano.

O filme de João Canijo, que escreveu o argumento em parceria com os actores, narra o amor incondicional de uma mãe solteira, que mora no Bairro Padre Cruz, nos subúrbios de Lisboa, pela filha, personagens interpretadas por Rita Blanco e Cleia de Almeida.

Desde que se estreou no ano passado no Festival de San Sebastian, onde conquistou o Prémio da Crítica Internacional e o Prémio Otra Mirada da TVE, “Sangue do Meu Sangue” tem sido amplamente premiado. No seu percurso por festivais, o filme foi distinguido em Pau (França), Barcelona (Espanha), Linz (Áustria), Miami (EUA).

Depois disso foi apresentado, entre outros, nos festivais de Toronto, Bussan, Rio de Janeiro, Munique, Vílnius e Corunha,. 

Mas não foi apenas no estrangeiro que “Sangue do Meu Sangue” deu que falar. Em Portugal, o filme foi consagrado no Festival do Faial e no Caminhos do Cinema Português, em Coimbra, para além dos Prémios SPA, e os Globos de Ouro.

O filme português concorre agora com os filmes já anunciados: “Barbara”, de Christian Petzold (Alemanha); “Lore”, de Cate Shortland (Austrália); “Amour”, de Michael Haneke (Áustria); “Buta”, de Ilgar Najaf (Azerbeijão); “Children of Sarajevo”, de Aida Begic (Bósnia e Herzegovina); “Sneakers”, de Ivan Vladimirov e Valeri Yordanov (Bulgária); “Lost Loves”, de Chhay Bora (Cambodja); “Pieta”, de Kim Ki-duk (Coreia do Sul); “Unfair World”, de Filippos Tsitos (Grécia); “Kauwboy”, de Boudewijn Koole (Holanda); “Just the Wind”, de Benedek Flieugauf (Hungria); “Our Homeland”, de Yong-hi Yang (Japão); “The Third Half”, de Darko Mitrevski (Macedónia); “Death for Sale”, de Faouzi Bensaïdi (Marrocos); “Kon-Tiki”, de Joachim Rønning e Espen Sandberg (Noruega); “When I Saw You”, de Annemarie Jacir (Palestina), “80 Millions”, de Waldemar Krzystek (Polónia); e “Beyond the Hills”, de Cristian Mungiu (Roménia).

No ano passado, o documentário “José e Pilar”, de Miguel Gonçalves Mendes, foi o candidato português, mas acabou por não conseguir a nomeação aos Óscares.

Os nomeados aos Óscares de 2013 vão ser conhecidos a 15 de Janeiro, numa cerimónia no Samuel Goldwyn Theater e a entrega dos Óscares está marcada para o dia 24 de Fevereiro.