Leia também

A música com selo Primavera Sound volta ao Norte, desta vez a Guimarães

29.06.2012
diminuiraumentar


Parece durar o encanto dos catalães com o Norte de Portugal. Depois do parque da cidade do Porto ter recebido, no mês passado, o Primavera Club, a organização do evento nascido em Barcelona escolheu Guimarães para a internacionalização do seu festival de Inverno. Cinco espaços culturais vimaranenses vão receber, no final do ano, a primeira edição do Primavera Club fora de Espanha.

Desta feita é a Capital Europeia da Cultura a acolher esta versão mais pequena do festival, realizada em recintos fechados. Com menos bandas e uma filosofia de percurso pela cidade - à semelhança do Mexefest - o Primavera Club realiza-se, na cidade catalã, em seis salas, incluindo o clube Apolo, o Cabaret Berlín ou a sala Pau Casals do L'Auditori. Em Guimarães serão menos os espaços, sendo o café-concerto do Centro Cultural Vila Flor um dos locais centrais do evento que se realiza entre 30 de Novembro e 2 de Dezembro. O mapa de salas que acolherão os concertos ainda não está encerrado, estando a organização vimaranense à espera de conhecer o cartaz para tomar as decisões definitivas. Mas a lista está identificada e inclui a sala principal e o café concerto do Centro de Artes São Mamede e o clube Projecto, podendo ser alargada às Black Boxes de alguns dos novos equipamento da cidade, como a Plataforma da Artes, recentemente inaugurada.

O Primavera Club acontece este ano simultaneamente em três cidades ibéricas. Guimarães junta-se a Barcelona e Madrid. A organização não avança para já o nome de nenhuma das bandas que marcará presença, mas, no ano passado, o cartaz teve mais de duas dezenas de grupos, saltando à vista nomes como Girls, St. Vincent, Fleet Foxes ou High Places.

A escolha de Guimarães é fruto de uma parceria entre a organização do festival e a Capital Europeia da Cultura. O acordo entre as partes limita-se, por isso, à edição deste ano do evento, ao contrário do que aconteceu no Porto, que tem garantida a realização do Primavera Sound pelo menos durantes três anos. Mas a organização vimaranense olha para este certame como um teste à cidade, abrindo, por isso, a porta à continuidade da realização em função dos resultados desta edição.

Entretanto, foram também anunciadas as datas da segunda edição do Primavera Sound no Porto, que volta a acontecer uma semana depois da edição de Barcelona. O Parque da Cidade volta a ganhar vida entre os dias 30 de Maio e 2 de Junho.

A partir da próxima semana, serão colocados à venda diferentes tipos de passes VIP para as duas edições do festival, que além de acesso à zona VIP com serviço de bebida e comida a preços reduzidos, dão ainda acesso ao recinto através de uma entrada exclusiva, assim como acesso prioritário às actuações programadas em espaços de lotação limitada.

Para o festival do Porto o bilhete tem o preço de 125 euros, enquanto para Barcelona este passe custa 150 euros. É possível ainda comprar o passe VIP combinado Primavera Sound 2013 (Barcelona) mais Primavera Club 2012 (Barcelona ou Madrid) por 180 euros, ou então o passe Optimus Primavera Sound 2013 (Porto) mais Primavera Club 2012 (Barcelona ou Madrid) por 155 euros.

Pela primeira vez será também possível comprar um passe VIP para as duas edições do Primavera Sound 2013, em Barcelona e no Porto. Neste caso, na compra deste passe, que tem o preço de 250 euros, será oferecido o bilhete para Primavera Club 2012, a escolher entre uma das cidades onde se celebra o festival.